Presságio

Eu explicava para o Frank.

Conhecia aquele suor frio escorrendo pela espinha. Era mau presságio. Algo daria errado. E Frank ali, quieto.

Enfim, surgiram as sirenes:

“Eu te disse, homem, conheço os sinais. Estou ferrado”. Mas com um filete de sangue escorrendo na testa, Frank não dizia mais nada.