O Guarda

As botas tamanho 45, pretas, estavam perfeitamente engraxadas. Simon calçou-as e saiu pela porta da frente da delegacia. Uma carroça a vapor espalhava terra seca e poeira pela rua. Um pouco da sujeira voou em direção as botinas, tão limpas e brilhantes, pronta para acabar com todo seu explendor.

Simon respirou com pesar olhando para suas botas, agora com as pontas sujas de marrom, e se dirigiu para as celas, dando a volta por fora da delegacia, exibindo seu porte robusto enquanto andava. Teria vários prisioneiros para levar ao tribunal e seria bom se livrar deste trabalho o quanto antes se quisesse deixar suas botas brilhando de novo.