Café

Chegou na calçada, me olhou, entregou a carta e saiu cantarolando, correndo pela rua. A menina parecia assustada.

Bem, quem é que entrega cartas hoje em dia? Abri o envelope.

As letras mais bizarras que eu já vi... Pareciam códigos de computador, escritos com uma tinta escura e mal cheirosa.

Lembrei da água no fogo, voltei às pressas pra passar o café. Terminando, sentei no sofá e adormeci.

A campainha tocou, me acordando. Tive que atender uma menina estranha no portão.

Abri a porta. Vento gelado e silêncio total. A criança me entregou um envelope e saiu.

Abri e li: "você está preso num loop".

Criança louca...Dei risada, voltei pra dentro pra terminar de passar o café...