A Carta

Meu caro irmão, lhe escrevo esta carta para relatar o que me aconteceu na antiga casa de nossos falecidos pais. Lembra-se que nosso Pai detestava ter que adentrar nosso porão, e constantemente reclamava do local estar sempre inundado?

Resolvi verificar o local hoje de manhã, quando notei que pequenos camundongos estavam subindo as escadas do porão e surgindo ensopados na cozinha.

Abri a porta e só pude escutar o barulho de algo se movendo por sobre a água. A coisa deslizava, e quando me notou lá parado na entrada do porão, parou de se mover por alguns instantes, e de supetão se jogou na escada de madeira.

Não consigo descrever o que vi, apenas sai de lá correndo, deixando tudo que tinha naquela casa amaldiçoada. Estou abrigado na igreja perto de casa, e peço que você não cometa o mesmo erro que eu e visite a casa de nossos pais. Só sairei daqui quando souber que o local foi posto ao chão.