O Cacto

Conheça detalhes além da obra e a interpretações que ela nos deixa.

Publicações
March 31, 2021
Começou, agora termina queride!

Publicado pela primeira vez em 1902 por O. Henry sob o nome “The Cactus”, este conto traz uma narrativa repleta de ironia e reflexão sobre a ótica masculina tão comum no século XX.

A história, que se dá em primeira pessoa, inicia-se com uma ponderação a respeito do tempo e do mecanismo da memória, profundando-se numa lembrança específica do personagem principal de forma tão causal como o “Olá. Tudo bem?” que falamos ao cumprimentar alguém, antes de realmente entrarmos no assunto que nos levou à conversa com aquela pessoa. Nesse sentido, o conto pode assumir um tom de desabafo, um tratado de autoindulgência que expõe um acontecimento na tentativa óbvia de eximir-se da responsabilidade e partição dele, mas mais querendo convencer-se a si próprio do que seu ouvinte.

No decorrer do relato, porém, logo percebemos que o personagem principal não é tão inocente quanto a princípio nos faz parecer, e neste ponto está a crítica à ótica masculina (neste caso, essencialmente machista), a qual o personagem incorpora como numa personificação, que se resume num homem mimado, egocêntrico e oportunista: um típico aproveitador, que constrói uma teia de mentiras para envolver as mulheres as quais tem interesse, somente para usá-las, porém o fazendo de forma muito sutil, de maneira tão bem desenvolvida que sua imagem, ao final de tudo, sai imaculada, enquanto toda a má fama recai sobre a mulher enganada.

Nesta história em especial, o que se desenrola é que a mulher em questão, por um erro de seu aliciador, compreende a verdadeira natureza de seu pretendente, e, à tempo, dele se afasta, deixando-o em “miséria”.

Buscando um significado mais profundo em “O Cacto”, compreendemos a grande ironia de todo o enredo na percepção de que a sinceridade é uma das maiores virtudes humanas e que, em sua ausência, um simples desentendimento não corrigido pode mudar todo o rumo de uma vida – pois essa é justamente a conclusão que imaginamos que o personagem principal alcançou, quando a grande revelação finalmente o pega de surpresa, encerrando o conto.

Sobre o Viralume

O Viralume é a frente de conteúdo sobre o mercado literário independente da Bilbbo. Aqui você viaja entre dimensões sem precisar de uma arma de portais.