Contar a minha história é falar de amigos. E claro que temos que começar de algum lugar… esse lugar foi o Instituto Mauá de Tecnologia, onde o Gabriel tinha começado uma pós-graduação em Creative Design Business (chique né?). Nessa pós ele conheceu a Allyson, que assim como ele, tem uma grande paixão por histórias e conexões entre pessoas. Na hora de criar o projeto do curso, esses dois resolveram unir forças e criar euzinha aqui. Então é isso, eles são tipo os meus pais, é mole?

E claro, dessa primeira união vieram alguns friends super queridíssimos, que são praticamente os meus padrinhos. O primeiro deles foi o Ricardo Ventura, que contou todos os perrengues que um escritor passa e apresentou o mundo das antologias pro pessoal aqui. Logo depois veio o Vinicius Peron, ou como vocês conhecem, o Bosteta, que também contou todos os perrengues dele para publicar um livro. Além deles, claro que tivemos muitos outros amigos que passaram pela minha história, apertaram minhas bochechas e me chamaram de gracinha!

E aí, a convite do Ricardo, fomos conhecer a Empireo, uma editora amorzinho que estava com o lançamento da Antologia Vampiro. Lá conhecemos mais uma galera, que acabamos convidando para a minha primeira antologia junto com o Ricardo e com o Bosteta, a Aline Bassoli e o Rodrigo Vinholo. Eles me ajudaram a contar quais são aqueles medos mais profundos, aprendi que alguns encontros não são tão ruins assim, desenvolvi um certo medo do mar, criei uma fobia de manchas pretas e nem me fale de borboletas!

E com o passar de muitas histórias, mais e mais friends foram surgindo! O Mais importante deles, com toda a certeza, foi o Victor, que depois de alguns flertes, virou meu pai também (sou tipo a dona flor e seus maridos, mas é Bilbbo e seus 3 pais mesmo). E ele chegou apaixonado por histórias e já virando o barraco de ponta cabeça! Com ele surgiram os mini contos e muitas outras antologias incríveis, isso sem mencionar as abreviadas.

Diversos amigos vieram de diversos lugares: contos de fadas futuristas, samurais passando por um vilarejo, uma cidade misteriosa, um circo bizarro, uma missão espacial, de uma mafia russa e do fim do mundo, entre muitos outros lugares (explorando algumas histórias eu diria)! Amigos como a Giovana e Luciano (que ainda me apresentaram uma senhorinha muito doce), Rose, Sophia, Luciano, Trevizan e Fabrício.

Com o Fabrício o negócio deu uma esquentada, se é que você me entende. Rolou uma admiração mutua e, hoje, vivemos uma aventura juntos (literalmente) com a antologia "Os Herdeiros de Trismegisto"!

E pegando aqui o gancho da admiração, eu tenho que falar do meu BFF, O Contador de Historias. Pensa num rolo muito louco para chegar numa amizade? Pois é. Um queridíssimo amigo da Allie, O James, comentou com ela sobre o trabalho do Danilo Batistini porque ela estava tentando entender melhor sobre como funcionava o mundo do Áudio Drama. Foi aí que ela acabou caindo no incrivel áudio drama do CDH de "Odd e os Gigantes de Gelo", adaptado do conto de Neil Gaiman. Aí já sabe né, a cabeça dela explodiu com o material! E claro que como toda boa Seria Killer, ela começou a buscar os contatos do Danilo. Quem era, o que fazia, onde vivia, o que comia, essas coisas básicas. E de uma troca de e-mails e alguns cafés, essa amizade surgiu! Hoje o CDH é aquele amigo com quem eu posso contar e vice-versa. Como não amar?

Muitos novos amigos ainda virão, de parcerias, encontros, vivências e experiências diferentes. Quem sabe não tem novidade por aí ainda essa semana?

E você? Bora dar match nessa amizade!