Conto
Cíclico

Do resquício da história, uma descoberta que envolve ciência e uma força divina que se sente na pele. Na cidade de Amanaram, oásis de tecnologia, acontece uma narrativa de Deuses, genética e esperança. O que se esconde por trás da Chuva que transforma a todos daquela cidade?

Leia o primeiro conto de Uni duni tê

Marco Cortez
1
publicações
publicação

Conquistas Literárias

Pois cada história e seu autor possuem características que os tornam únicos aos olhos de cada leitor.

Confira
Abreviada
Entre portas e histórias

O tempo passa e os construtos em nossas mentes começam a se degradar tornando o processo de resgatar cada memória muito mais complexo e difícil, entramos em um labirinto a procura das portas corretas onde estão armazenadas nossas histórias. Com o chegar da velhice, você deve se fazer uma única pergunta: Por qual porta devo entrar?

Bilbbo
15
publicações
publicação
Antologia
Sombras de Galway

O cinzento e pacato condado de Galway nunca mais seria o mesmo após uma garota ser assassinada e crucificada. Um segredo antigo vive nas sombras que cercam o destino de 5 homens.

Contador de Histórias
1
publicações
publicação

Olá, que tal continuar as suas leituras?

Mini Contos

Leia gratuitamente
mais
Fantasia
O Encontro
mini conto
I.

Bela Rosa era a mulher mais bonita da cidade, com cabelos brilhosos e olhos grandes e negros. Todos os homens pareciam querer corteja-la, mas ela, muito tímida, sempre os recusava.

II.

Foi uma surpresa, então, quando ela me chamou para tomar café na vendinha e depois passear pela cidade.

III.

Quando chegou a hora de dar adeus, ela me puxa e morda meus lábios. Sorrio feliz e me deixo levar pela sua voz doce, direto para o fundo do rio.

IV.
V.
Sci-Fi
Tempo
mini conto
I.

“O tempo é uma ferramenta que foi criada para controlar as nossas vidas”.

Não me lembro quem me disse isso quando eu era garoto, mas essa visão do tempo me perturbou e me instigou por toda a vida.

II.

Quanto tempo temos?
Porque temos que nos curvar a ele?
E se pudéssemos caminhar por ele?
O que daríamos em troca?

Não me lembro em que momento os primeiros começaram a manipular seu próprio tempo, passado e futuro, pagando a ele com suas próprias vidas.

III.

Eu apenas entendi a teoria das cordas, e aprendi a vibrar em outras frequências, e assim, viver entre momentos.

Eu venci o tempo.
Enganei o tempo.
Paguei ele com vidas de outros.

IV.

Ele deixou de se importar comigo.

Estou assim há eras, tudo já se extinguiu no universo, só restou a escuridão e o silêncio. Não estou vivo e nem morto, apenas sou.

V.

Me tornei prisioneiro do que sempre fugi, no final ele me enganou, e me aprisionou nesse momento infinito.

Devia tê-lo tratado com o devido respeito.

Sci-Fi
Urbanos
mini conto
I.

Em dias de tempestade, raios e trovões, um grupo estranho pega seu barco e navega silencioso pelos esgotos mal cheirosos.

Chegam aos canais, alcançam as valas e ganham as ruas. Com o auxílio da noite, camuflados por suas enormes capas, diluem-se em meio a tantos rostos estranhos que enfrentam o mau tempo.

II.

Ninguém se olha. Ninguém percebe os olhos amarelos. Pobres humanos, nem deram conta do que os atingiu.

Arrastados para os bueiros são devorados nas obscuras galerias de um metrô abandonado. Seus gritos são abafados pelo barulho ensurdecedor da passagem do trem sobre os trilhos.

III.

Assim os homens crocodilo alvejam os incautos pelas ruas desertas e limpam os rastros com seus enormes rabos esverdeados.

IV.

Na próxima tormenta fiquem espertos. Não saiam sozinhos. Desconfiem dos enormes sobretudos.

V.
Fantasia
O Poço
mini conto
I.

Minha mãe sempre me alertava para não chegar perto do poço ao meio dia, ou o currupira iria me pegar.

II.

Em uma manhã especialmente boa, dei voz a minha rebeldia e ignorei o alerta, pisando firme e forte ao redor da boca do buraco de barro, bem na hora do almoço.

III.

Agora já está escurecendo e acho que ninguém sentiu minha falta no jantar, pois não teve quem me tirasse dos espinhos de tuncum ou ouvisse meus gritos.

IV.
V.
Terror
Lambuza
mini conto
I.

A boneca veio embrulhada em um lindo laço cor de rosa. Vivi mal podia acreditar: parecia um bebê de verdade, com olhos azuis famintos e bochechas manchadas de comida, acompanhada de um pratinho e colher plástico.

Júlia, como dizia o nome na caixa, foi o melhor presente de aniversário de todos e Vivi dormiu abraçada com ela naquela noite.

II.

Durante a madrugada, no entanto, a menina acordou com um barulho. O travesseiro ao seu lado estava vazio e a porta do quarto aberta. Havia uma pequena sombra embaixo de sua cama.

-Mãe? Pai? - perguntou baixinho.

Não houve uma resposta. Apenas uma risadinha atrás de si.

III.

Movida pelo susto, Vivi tomou impulso e se levantou, dando de cara com um corredor mal iluminado. Algo parecia lhe espreitar das trevas, pronto para agarrar seu tornozelo.

Ela soltou um grito e começou a correr, sentindo um vento frio na nuca no exato momento em que alcançou a segurança do quarto dos pais e trancou a porta.

IV.

Respirou aliviada.

Quando se virou, no entanto, se deparou com os corpos dos pais estraçalhados na cama.

Partes haviam sido arrancadas e mordidas e, sentada no meio deles, estava Júlia. Com o rosto lambuzado de sangue.

V.
Romance
Ping-Pong
mini conto
I.

“Pera-uva-maçã?” Ele respondeu que salada de fruta.

Nunca ganhara um beijo, e queria que fosse do sabor da goma de mascar que ela usava.

Cada bola que ela fazia e estourava, sentia aquele cheiro delicioso de tutti-frutti.

II.

Ela olhou em seus olhos, estourou mais uma bola e perguntou se tinha que ser na boca.

“Oras, lógico, a brincadeira não é essa?” Não disse, mas pensou. Fez apenas que “sim” com a cabeça, olhando para os lados para ver se tinha algum adulto por perto.

III.

Porque gente grande não entende nada da pressa que as crianças têm para serem felizes o tempo todo. Para eles, tudo tem o seu tempo.

Mas o beijo que ele queria era para agora, não para quando fosse adulto com 15 anos.

IV.

Instintivamente, fechou os olhos. Foi quando um lábio doce e molhado encostou ao seu. E mil foguetes explodiram no céu, na mesma rapidez que seu coração quase parou... e ela se afastou, deixando em sua boca o chiclete Ping Pong mais gostoso da sua vida!

V.

Sci-Fi

Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Receita (de amor)
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Epitáfios
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Chuva Sintética
leia →
Conquistas

Romance

Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Ano 0: A Origem
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

1900
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

1976
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

1992
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

5200
leia →
Conquistas

Terror

Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Origem oculta
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Miados
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Levante-se
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Reflexos
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

O olho lunar
leia →
Conquistas
Comunidade

Condado

Entre na comunidade da Bilbbo para interagir com os criadores de mundos e contar histórias épicas.

Toc. Toc. Entrando!
Pesquisa

Nos ajude a evoluir a plataforma

De leitor para leitor, o que você gostaria de ver aqui?

Participar da pesquisa