Conto
Orum e Ayiê

Ayodele é uma filha dividida entre a ciência e a cultura, seu ceticismo acaba sendo mais forte, mas as palavras de seu pai também são!

Leia o primeiro conto de Uni duni tê

Kelly Hatanaka
9
publicações
publicação

Conquistas Literárias

Pois cada história e seu autor possuem características que os tornam únicos aos olhos de cada leitor.

Confira
Abreviada
Entre portas e histórias

O tempo passa e os construtos em nossas mentes começam a se degradar tornando o processo de resgatar cada memória muito mais complexo e difícil, entramos em um labirinto a procura das portas corretas onde estão armazenadas nossas histórias. Com o chegar da velhice, você deve se fazer uma única pergunta: Por qual porta devo entrar?

Bilbbo
15
publicações
publicação
Antologia
Sombras de Galway

O cinzento e pacato condado de Galway nunca mais seria o mesmo após uma garota ser assassinada e crucificada. Um segredo antigo vive nas sombras que cercam o destino de 5 homens.

Contador de Histórias
1
publicações
publicação

Olá, que tal continuar as suas leituras?

Mini Contos

Leia gratuitamente
mais
Drama
Fuga
mini conto
I.

Embolar as roupas, enfiá-las na mala, apenas o essencial, sim, o suficiente para viver só, apartado de qualquer opressão, o necessário para dias de frio e calor, uma bebida quente para atravessar a modorra, um livro para atiçar o tédio, de preferência com figuras, pois ainda não lê bem, mas decidiu-se; quer fazer aquilo que lhe apeteça.

II.

Ora, a vida é pra ser vivida, desfrutada já que finita!

Contra a mutilação dos instintos protestava planejando fuga, criança dona do próprio nariz, assim se via até a mãe, batendo pé sob o beiral, braços em xícara, exclamar indiferente a pena daquela partida, pois jazia no forno um bolo.

III.

Desconfiou o blefe, não nascera ontem, mas é inconfundível o cheiro de açúcar queimado com canela.

Tá bom mãe, amanhã eu fujo pra valer.

IV.
V.
Drama
O Vento
mini conto
I.

Eu ouvia o vento e ele me ouvia.

Disso eu tinha certeza. O velho diz que

a magia só vem quando conhecemos nossa própria verdade, então eu colocaria a minha à prova.

II.

Olhei para baixo e vi as pedras afiadas por anos de dedicação das águas

do Mar da Noite. Dei um passo em direção à beira do penhasco e sussurrei para o vento:

Ouça-me agora! E pulei.

III.

De repente, o velho estava ao meu lado, as mãos enrugadas segurando as minhas no ar.

“Você ouve o vento aprendiz, é por isso que eu sempre sopro de volta quando você pede.”.

“Você?” Eu perguntei.

IV.

“Não deveria estar tão surpresa. Quantos anos achou que teria o próprio vento?”

V.
Velhinho
mini conto
I.

É chegado o Natal mais uma vez.

Todo ano a combinação das luzes e dos cheiros me faz lembrar a velha história do velhinho que entrava pela janela com um saco de presentes.

II.

Quando criança, tive certeza de ter encontrado o tal velhinho de roupa vermelha após a ceia de Natal, a memória é muito viva, lembro de seu rosto e dos seus passos dentro de casa.

III.

Me causa uma sensação no peito ao lembrar, de encontrá-lo ali parado e sorrindo, por trás da árvore de Natal, com a barba torta no rosto e um saco nas mãos.

O velho não era tão velho assim, 
e não eram presentes que ele deixava.

IV.

Na verdade, ele levava naquele saco,
presentes e crianças.

V.
Suspense
Cotidiano
mini conto
I.

O trânsito estava intenso às 17h no centro do Rio, mas Eduardo não ligava. Era a terceira viagem que fazia sem descer do coletivo.

Com a testa colada contra a janela, acompanhava o cortejo luminoso das lanternas traseiras dos veículos, e suspirava.

II.

De repente…

- Perdeu otário! Passa tudo! - sussurrou um sujeito esquisito que tinha acabado de sentar a seu lado.

- Cara, acho que não vai dar. Noite ruim. - ele respondeu, sem mover um músculo.

III.

- Tá tirando onda, playboy? Passa o celular! - Rosnava o ladrão, com uma faca contra suas costelas.

Lentamente, Eduardo se ajeitou no banco e olhou para o meliante.

IV.

- Lamento. Um outro passou antes de você, e já não tenho mais nada que possa me tirar, a não ser a bala que ele deixou na minha testa. Serve?

V.
Drama
Aos Domingos
mini conto
I.

Meu pai manda eu virar "homem de verdade" e diz que os adolescentes de hoje são "frescos demais" toda vez que falo sobre veganismo em casa.

Entendo a dificuldade em ver a carne como produto da exploração, já que somos acostumados a vê-la como o prato principal de quase todas as refeições.

II.

Mas desde o dia em que vi aquele documentário, não consigo mais engolir essa história. Milhares de seres humanos são presos em pequenas celas, forçados a comer uma mistura para encorpar. As mulheres são estupradas a fim de engravidar e produzir leite.

III.

Se nascer uma menina, encontrará o mesmo destino que a mãe; se for menino, provavelmente será transformado em vitela.

A mídia e médicos dizem que eles não podem mais ser classificados como seres humanos, que nós os salvamos da fome e da miséria e que é extremamente necessário para a nossa saúde continuar consumindo carne e leite.

IV.

Séculos atrás extinguimos todos os animais irracionais da Terra. Será questão de tempo até nos extinguirmos também.

V.
Terror
Ao Dormir
mini conto
I.

Quando eu me mudei para meu novo apartamento, na mesma noite, acordei com algo se arrastando pelo corredor.

Na porta do quarto, surgiu um ser grande e curvo, mais escuro que

o próprio escuro. Do seu rosto, só vi

seus olhos vermelhos.

II.

Isso durou algum tempo, até o dia

que chamei-o para dormir comigo.

Loucura, né? Eu sei.

Foi incrível ver aquela forma assustadora virar um homem triste e cansado. 

III.

Dormíamos de conchinha até o dia em que desapareceu, e foi exatamente no dia em que arranjei um emprego, e assinei meu divórcio.

Aquele ser era o meu demônio interno. Aquele homem triste era eu.

IV.

Conclusão, meu caro amigo:

Os problemas podem ficar desproporcionais, assustadores, e deixá-lo insone, mas não são eternos. Leve-os pra cama se quiser. Enfrente-os!

Se eles são você em algum momento, logo serão apenas uma fase que ficou para trás.

V.

Romance

Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Ano 0: A Origem
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

1900
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

1976
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

1992
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

5200
leia →
Conquistas

Terror

Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

O olho lunar
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Das águas
leia →
Conquistas
Sobre

Conheça todas as Conquistas oficias Bilbbo.

Zamuth
leia →
Conquistas
Comunidade

Condado

Entre na comunidade da Bilbbo para interagir com os criadores de mundos e contar histórias épicas.

Toc. Toc. Entrando!
Pesquisa

Nos ajude a evoluir a plataforma

De leitor para leitor, o que você gostaria de ver aqui?

Participar da pesquisa